A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quinta-feira, 20 de março de 2014

Servidores federais de 70 órgãos podem entrar em greve na próxima semana


Um dos temas da plenária que a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) vai realizar, na próxima quinta-feira, em Brasília, será a decisão sobre o início de uma greve dos servidores da União por tempo indeterminado. A entidade representa 850 mil funcionários públicos federais (520 mil deles ativos), de cerca de 70 órgãos. Segundo o secretário-geral da Condsef, Sérgio Ronaldo da Silva, a paralisação poderia começar já na próxima semana. “Motivos a categoria tem de sobra para construir um movimento como o de 2012. Temos um cenário que aponta para a greve”, disse o sindicalista.

A Condsef reclama da demora do governo em dar resposta a reivindicações como a antecipação da última parcela do aumento de 15,8% de 2015 para este ano; a paridade salarial entre ativos, inativos e pensionistas; e os reajustes nos benefícios, como o auxílio-alimentação. “O silêncio do governo tem incomodado bastante a categoria”, afirmou Sérgio Ronaldo da Silva.

O Ministério do Planejamento informou que as categorias têm um acordo com o governo vigente até janeiro de 2015 e que, até agora, não há previsão de mudanças.

Pelos cálculos da Condsef, a inflação acumulada durante o governo Dilma Rousseff, incluindo a previsão para 2014, será de 25%. Com isso, o aumento de 15,8% não cobriria as perdas salariais que os servidores federais terão ao fim desse período

Fonte: Jornal Extra