A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Mesa da Saúde tem reunião extraordinária para debater demandas dos servidores da Sesai


A Condsef participou de reunião extraordinária da Mesa Nacional da Saúde nesta quinta-feira. O encontro que contou com a presença do secretário da Saúde Indíngena, Antônio Alves, serviu para destacar algumas demandas urgentes dos servidores da Sesai (Secretaria da Saúde Indígena). Entre os problemas levantados estão situações com a lotação de servidores, pagamento irregular de diárias e implantação de gratificação para Sesai. Representantes do Ministério da Saúde e da Sesai devem fazer um levantamento do todos os problemas relacionados à lotação. O objetivo é apresentar um questionário para que a categoria aponte os principais problemas estruturais e ainda dizer se quer continuar na Sesai ou prefere ser redistribuído a algum estado ou município. Hoje há 2.221 servidores efetivos na Sesai.

A partir das respostas do questionário o governo deve adotar procedimentos para atender a demanda dos servidores. Como exemplo pontual de problemas referentes a lotação os servidores apresentaram Minas Gerais como exemplo. O estado deve servir como base para buscar soluções para os problemas encontrados. O secretário da Sesai disse que uma solução seria lotar servidores em polos base. No entanto, há estados onde ainda não existem esses polos.

Gratificação – Foi confirmada ainda uma reunião para o dia 24 de janeiro quando governo e entidades sindicais vão tentar entrar em consenso a respeito de uma proposta de gratificação para os servidores da Sesai. Também no dia 24 deverá ser retomado o GT que discute a reestruturação da CPST (Carreira da Previdência, Saúde e Trabalho). No dia 5 de fevereiro acontece ainda um seminário na mesa de negociação da Saúde para discutir as prioridades, demandas e reivindicações que irão ser tratadas no decorrer de 2014. Ajustes na Gacen e Gecen, saúde do trabalhador, situação dos intoxicados da Funasa, entre outros temas estarão na pauta de discussão no próximo ano.

Além disso, os representantes da Saúde se comprometeram a apresentar uma minuta com alterações propostas na Portaria 630 que regulamenta o pagamento da Gacen. A expectativa é de que ainda em janeiro a Portaria possa ser assinada pelo ministro da Saúde e encaminhada para publicação no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte: Condsef