A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Servidores da AGU/CE lembram que há 20 anos esperam um plano de carreira


Na manhã desta terça-feira, 29 de outubro, os servidores administrativos da Advocacia Geral da União (AGU), no Ceará, paralisaram suas atividades e reuniram-se em frente ao órgão para discutir demandas do setor. A direção colegiada do SINTSEF/CE e a CUT estiveram presentes, acompanhando e apoiando o ato.



Com 20 anos de atuação, os servidores da AGU não possuem ainda um plano de carreira, a maioria deles não fez concurso para o órgão, mas sim foi trazida de outra entidade pública para trabalhar na Advocacia Geral da União. A promessa, na época em que foram relocados, é de que haveria aglutinação de cargos e organização da carreira como servidores da AGU, mas as promessas não foram cumpridas. Ano passado, quando o órgão completou exatamente 20 anos, os servidores fizeram mobilizações para apresentar mais uma vez suas reivindicações, no entanto, um ano se passou e nada mudou.

A paralisação foi deliberada em plenária nacional, ocorrida no último dia 15. O encaminhamento, na ocasião, foi para que os servidores parassem em todo o Brasil. Assim como na maioria dos órgãos e entidades públicas, os servidores sofrem com o sucateamento, falta de investimentos e déficit de pessoal. Com pequeno efetivo, os administrativos da AGU no Ceará acumulam funções e atividades, estando sobrecarregados.

Na próxima segunda-feira (4), os trabalhadores voltam a se reunir para discutir que rumos deve tomar o movimento, incluindo na pauta de debate a possibilidade de uma greve em 2014, caso não haja avanços. Também estará em discussão os pontos a serem levados ao Congresso da Condsef, que acontece em dezembro, pelo delegado eleito no órgão.

Fonte: Sindsef/CE