A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Servidores cobram mesa permanente no MTE para discutir pauta da categoria


A Condsef foi ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta terça-feira participar de uma reunião que contaria com a presença do ministro Manoel Dias. No entanto, o ministro não participou alegando incompatibilidade na agenda. Representaram o MTE o chefe de Gabinete, Rodrigo Minotto, o assessor especial, Nilton Fraiberg e o coordenar-geral de Recursos Humanos, Luis Eduardo Lemos. Além da Condsef estiveram presentes representantes dos servidores do MTE em Brasília, o Sindsep-DF e a CUT. A Condsef cobrou retorno sobre a pauta de reivindicações (veja aqui) que foi protocolada no MTE em julho. Na ocasião os representantes do governo disseram que dariam retorno aos trabalhadores no dia 16 de agosto, o que não aconteceu. Foi informado que o ministério ainda não tem posição oficial sobre nenhuma das questões contidas no ofício. A Condsef então propôs que uma mesa permanente no formato da existente na Saúde aconteça também no MTE para buscar soluções para questões específicas da categoria.

Os representantes do ministério disseram que o ministro está aberto ao diálogo e que concordam que ele deve ser permanente. A Condsef acrescentou que entende que não há vontade política para resolver questões internas no MTE uma vez que muitos problemas se arrastam por anos e a pauta de reivindicações é antiga. O MTE então sugeriu que um representante dos trabalhadores fosse indicado para que acompanhe o andamento da pauta já apresentada enquanto não é formalmente criada uma mesa permanente de negociações. Foi acordado entre os presentes o nome do diretor da Condsef, Rogério Expedito, para acompanhar essa pauta até a criação de uma mesa permanente.

Na reunião os servidores do DF cobram ainda solução para uma situação que tem prejudicado as condições de trabalho de muitos. Uma reforma em alguns setores do ministério está trazendo problemas de saúde e dificuldades de permanência no local a muitos trabalhadores. Os representantes do MTE se comprometeram a avaliar a situação e buscar uma solução até a próxima semana para amenizar a situação nos setores mais atingidos.

A categoria deve permanecer atenta. Todas as informações de interesse dos setores da base da Condsef seguem sendo publicadas aqui em nossa página.

Fonte: Condsef