A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Qualificação de agentes de trânsito para a Copa


Os agentes de trânsito reivindicam junto ao governo treinamento para a Copa de 2014. Representantes sindicais de agentes de trânsito de quatro estados se reuniram com deputados da Comissão de Turismo e Desporto, na semana passada, para pedir qualificação profissional para a Copa de 2014.

Integração
A categoria reclamou que não fez curso de idiomas para atender aos turistas estrangeiros. Além disso, os agentes alegaram que a falta de integração com as forças de segurança prejudica a atuação em caso de manifestações e ataques terroristas.

Idioma e defesa pessoal
O representante do Sindicato dos Servidores de Trânsito do Detran do Distrito Federal, Arthur Magalhães, afirmou que esses profissionais estão despreparados para receber o Mundial do ano que vem. "Infelizmente, o nível de organização que se vê para a construção de estádios, para a preocupação com o turista, não é o mesmo quando se fala do profissional de trânsito. Daí a nossa presença na Câmara dos Deputados, para buscar a valorização do profissional com cursos como os de línguas, de defesa pessoal", disse.

Legado
Na mesma linha, o presidente da Comissão de Turismo e Desporto, deputado Valadares Filho (PSBSE), destacou que a qualificação dos agentes de trânsito pode se tornar um dos legados da Copa. "Que a gente tenha a possibilidade de, por meio desses eventos e da melhor qualificação, valorizar ainda mais o trabalho que eles fazem à sociedade no dia a dia, para que a gente possa deixar um legado. A Copa do Mundo vai passar, mas os agentes de trânsito vão continuar fazendo o trabalho para o povo brasileiro, e eles precisam de condições para isso”, ressaltou.

Regulamentação da carreira
Durante a audiência pública, os representantes sindicais defenderam a aprovação de proposta de emenda à Constituição (PEC 55/11) que regulamenta a carreira de agente de trânsito e de projeto de lei (PL 7410/10) que inclui a categoria entre os beneficiários da bolsa-formação oferecida pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, do Ministério da Justiça.

Fonte: Jornal de Brasília