A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Domingo, 15, é último dia para eleição de delegados ao XI Congresso da Condsef


Neste domingo, 15, termina o prazo para realização de assembleias que vão eleger delegados sindicais ao XI Congresso da Condsef. As entidades filiadas têm até o próximo dia 25 para encaminhar as atas à Confederação onde serão analisadas pela comissão de organização do XI Concondsef. Pelas informações enviadas até agora, a expectativa é de que cerca de 2 mil delegados sindicais participem deste congresso. Esta é a maior instância deliberativa da Condsef. No congresso serão debatidos temas de relevância para a categoria e uma oportunidade para apontar os rumos da luta que a maioria dos servidores do Executivo irá traçar para o próximo período. A construção de uma greve para 2014 está entre os temas que serão abordados neste congresso que acontece em Beberibe, Ceará, entre os dias 11 e 15 de dezembro.

Ainda sobre prazos para o XI Congresso, as teses que serão debatidas devem ser encaminhadas à Condsef até o dia 15 de outubro. É importante que todos participem ativamente desse congresso para que um plano de lutas eficaz seja construído; um plano capaz de reverter a blindagem que o governo Dilma está impondo aos servidores. O próximo ano será fundamental para tentar destravar os obstáculos colocados pelo governo e que este ano deixaram vários setores sem o cumprimento integral de acordos firmados no processo de negociações do ano passado.

Além disso, setores como Dnit e Agências Reguladoras esbarraram na intransigência do governo e não conseguiram avançar nos processos de negociação permanecendo sem o atendimento de suas demandas mais urgentes. Faz-se necessário, portanto, apontar soluções para a construção de uma plataforma sólida de lutas para 2014. Se atividades promovidas este ano não foram suficientes para pressionar o governo pelo atendimento de demandas pendentes, é preciso reforçar a unidade e mobilização no próximo ano que será marcado pela Copa do Mundo e eleições presidenciais.

A Condsef lembra que vai continuar cobrando agendas de reuniões e buscando soluções para todas as pendências dos setores de sua base. A entidade volta a reforçar que para auxiliar na busca pelo atendimento de suas principais demandas os servidores devem permanecer atentos e reforçar sua mobilização. A pressão junto ao governo é um elemento essencial para garantir que pontos urgentes e necessários que fazem parte da pauta de reivindicação das categorias possam alcançar os avanços esperados.

Fonte: Condsef