A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Servidores do HFA param o trânsito


Sem ter a atenção esperada do Governo Federal, os servidores do Hospital das Forças Armadas (HFA),
em greve desde segunda-feira (29), resolveram tomar uma das mais problemáticas vias do DF, a Estrada Parque Taguatinga (EPTG), conhecida por seus fenomenais engarrafamentos. E logo no início da manhã de ontem.

E prometem mais surpresa para hoje

Cerca de 150 pessoas, nas contas dos grevistas, vestiram branco e carregaram suas faixas para a porta do Complexo da Polícia Civil do DF. Para hoje, eles prometem nova manifestação “surpresa” nas vias do DF. A concentração foi marcada para 6h30 na porta do próprio hospital.

Salários defasados

Eles reivindicam a equiparação salarial dos servidores, reestruturação do Plano de Cargos e Salários e a contratação de servidores para o hospital, que está em “extrema dificuldade”, segundo Oton. Nas contas do sindicato, apenas dois mil servidores trabalham no hospital, cuja demanda é para cinco mil efetivos. Os concursos públicos são realizados, mas em função dos baixos salários, os profissionais não permanecem. “O HFA tem quase 300 leitos, nem seis são ocupados normalmente, porque faltam servidores”, explica o secretário-geral do Sindsep.

Promessa não cumprida

Pelo menos 30% dos servidores estão trabalhando nos dias de paralisação, que não tem data para acabar. A menos que o Governo Federal resolva aparecer para negociar. A categoria diz que a promessa era de que os salários seriam revisados no início deste ano. Já se passaram sete meses.

Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário