A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Em greve, servidores do Dnit darão retorno ao governo nesta quarta sobre proposta apresentada à categoria


Nesta segunda-feira, 12, a Condsef participou de uma audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado que abordou a situação dos servidores do Dnit, em greve em todo o Brasil. Além da Condsef, participaram também do debate representantes da comissão de negociação dos servidores, do Ministério do Planejamento e do próprio Dnit. Os servidores destacaram o aumento das atribuições do Dnit em contraste com a crescente falta de condições de trabalho, problemas muitas vezes mascarados com a contratação de terceirizados em condições temporárias e não raro recebendo salários superiores a de concursados e com anos de experiência no departamento. Nesta quarta, 14, está agendada uma reunião na Secretaria de Relações do Trabalho (SRT) do Planejamento onde os servidores darão retorno ao governo sobre a proposta apresentada à categoria. A última proposta do governo não foge da média de reajuste de 15,8% já rejeitada por cinco vezes pela categoria. 

A Condsef criticou a postura adotada pelo governo que engessou as negociações e não tem permitido qualquer avanço nos debates instalados com os servidores. A categoria, inclusive, apresentou uma contraproposta para tentar abrir possibilidades para que o governo atenda as demandas mais urgentes colocadas, mas até o momento sem sucesso. Os servidores do Dnit buscam essencialmente a reestruturação de sua carreira e pleiteiam a equiparação de tabelas com agências que estão próximas de suas atribuições como é o caso da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários).

A falta de flexibilidade no diálogo com o governo vem sendo apontada pela categoria como complicador num processo de negociação onde se deve privilegiar a busca pelo consenso. O próprio secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, que chegou a ser vaiado por servidores do Dnit presentes na audiência, admitiu, conforme nota publicada no site do Senado, que é “inquestionável” o fato de que os salários do Dnit estejam abaixo dos verificados nas agências reguladoras. Mendonça destacou a disposição do governo em estimular concursos e negociar com a categoria. Veja a nota completa publicada no site do Senado clicando aqui.

Fonte: Condsef