A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

terça-feira, 2 de julho de 2013

Sessões do mensalão


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, estará de plantão durante o recesso do Judiciário, iniciado ontem. O ministro pretende usar o período para elaborar o voto que apresentará no julgamento dos recursos do mensalão, previsto para agosto. A expectativa no Supremo é de que Barbosa prepare um esquema especial para a apreciação dos embargos de declaração, com a convocação de sessões extras, provavelmente nas segundas, quartas e quintas-feiras.

Os ministros do Supremo definiram que Joaquim Barbosa deverá comunicar os colegas sobre a data de início da apreciação dos recursos com pelo menos 10 dias de antecedência. Ontem, o STF realizou a sessão de encerramento do semestre. Por falta de quórum — apenas cinco dos 11 ministros compareceram —, nenhum processo foi julgado.

Depois da sessão, o presidente do STF disse a jornalistas que se sente “lisonjeado” com o resultado da pesquisa Datafolha para as eleições presidenciais de 2014, divulgada no fim de semana. O levantamento mostra Barbosa com 15% das intenções de voto no cenário em que a presidente Dilma Rousseff é a candidata do PT. Já na hipótese de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser o candidato petista, o magistrado aparece com 13%. Ele, porém, afirma que não se candidatará.

Fonte: Correio Braziliense