A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Servidores do HFA entram em greve


Funcionários do Hospital das Forças Armadas (HFA) fizeram um protesto por volta das 10h da manhã desta segunda-feira (29) para reivindicar reajuste salarial e reestruturação de carreira. Aproximadamente 80 pessoas, entre médicos e servidores, participaram da manifestação e decidiram entrar em greve por tempo indeterminado.

O protesto começou em frente ao Instituto médico Legal(IML) e em seguida o grupo se dirigiu ao Hospital. Duas faixas que dão acesso ao HFA ficaram fechadas, o que complicou o trânsito no local.

Alesandro Coátio, coordenador da seção sindical do Sindicato dos Servidores Públicos do Distrito Federal (Sindsep-DF) informou que o grupo reivindica desde 2011. A reestruturação foi prometida em 2012 após a greve da categoria que durou 60 dias, porém não foi cumprida. 

Reivindicações

a) Equiparação das tabelas salariais dos técnicos de saúde do HFA com os administrativos do PGPE: o governo assumiu o compromisso de equiparar os valores a partir de janeiro de 2014 e para tal deveria enviar um PL ao Congresso Nacional. Os servidores solicitam ainda o pagamento retroativo dos valores a janeiro de 2013 e o Planejamento ficou de estudar a possibilidade;

b) Reestruturação do Plano de Cargos e Carreira do HFA: o Planejamento se comprometeu a desarquivar o projeto para rediscuti-lo com o Ministério da Defesa, visto que os valores na minuta estão defasados;

c) Criação da Gratificação da Presidência da República: o MDefesa se comprometeu a encaminhar ao Planejamento a minuta da medida provisória com a gratificação no valor correspondente a 100% do Vencimento Básico.

O sindicato diz que se o governo sinalizar que vai cumprir o prometido, a paralisação será suspensa. Vamos acompanhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário