A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Ministro dos Transportes diz que irá interceder junto ao Planejamento por demandas que mantêm servidores do Dnit em greve


A Condsef e a comissão que representa os servidores do Dnit - em greve em todo o Brasil - foram recebidas nesta terça-feira pelo ministro dos Transportes, César Augusto Borges. Na audiência o ministro se comprometeu a buscar um encontro com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para tentar destravar os impasses que mantém a categoria em greve. Os servidores destacaram que o Planejamento e a direção do Dnit estão ameaçando cortar ponto dos servidores mesmo estando a categoria cumprindo rigorosamente as determinações jurídicas e não tendo sido o movimento grevista considerado ilegal. A ameaça está sendo encarada como uma clara tentativa de intimidar os servidores e inviabilizar o movimento legítimo de luta pelo atendimento de uma pauta de reivindicações emergencial.

O ministro disse que as determinações de corte de ponto devem ter partido do Planejamento e ficou de buscar informações sobre a situação. Foi também denunciada a exoneração de servidores com cargos comissionados durante o período da greve. O ministro explicou que as exonerações são fruto de decisões anteriores à greve e que essas decisões não têm a ver com o movimento. A Condsef e a comissão dos servidores do Dnit acrescentaram que a categoria entende as ações como retaliação ao movimento já que muitos servidores alvos dos atos de exoneração estão incorporados à luta da categoria. O ministro se comprometeu então a garantir que nenhum novo ato de exoneração aconteça enquanto a greve estiver em curso.

Entrega de cargos – Em repúdio às tentativas do governo de enfraquecer a greve no Dnit, servidores estão dispostos a entregar cargos comissionados caso processos de assédios, perseguição e exoneração de servidores continuem ocorrendo. Em assembleia hoje na sede do Dnit em Brasília a categoria decidiu manter o movimento e aguardar o desdobramento da conversa entre o ministro dos Transportes e a ministra do Planejamento. Os servidores também estudam a realização de novas atividades de mobilização no decorrer desta semana. O objetivo é garantir a apresentação de uma proposta que dialogue com as demandas mais urgentes do setor.

Fonte: Condsef

Nenhum comentário:

Postar um comentário