A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Em assembleia por teleconferência servidores do Dnit decidem manter greve por tempo indeterminado

Servidores do Dnit realizaram uma assembleia nacional por teleconferência nesta segunda-feira com representantes da categoria em greve em todo o Brasil. Apenas servidores do estado de Pernambuco continuam sem definição sobre participação no movimento, o que deve acontecer nesta quarta, 3, com a realização de uma assembleia para votar a adesão à greve. Na assembleia nacional de hoje os servidores decidiram manter a greve por tempo indeterminado até que o governo apresente uma proposta capaz de dialogar com as demandas mais urgentes da categoria. Enquanto isso, a assessoria jurídica da Condsef já está trabalhando para recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em atendimento a uma medida cautelar feita pelo governo que exige o retorno de 50% dos trabalhadores para executar serviços considerados essenciais. A assessoria jurídica busca uma audiência com a ministra Eliana Calmon, responsável por assinar a medida cautelar.

A Condsef também busca a formalização por parte do Dnit sobre quais são os setores considerados pelo governo como “serviços essenciais” a fim de buscar o cumprimento das exigências da medida cautelar enquanto recorrem da decisão. Vale lembrar que a lei que rege critérios para as greves no setor privado estabelece a manutenção de no mínimo 30% dos serviços essenciais em funcionamento. Apesar da medida judicial adotada pelo governo para tentar esfriar o movimento, os servidores do Dnit vão seguir firmes na greve. A expectativa é de que a pressão em torno da pauta mais urgente da categoria surta o efeito desejado e promova avanços essenciais para destravar o impasse instalado na mesa de negociação no Ministério do Planejamento.

A greve no Dnit é uma realidade e é de responsabilidade do governo que forçou os trabalhadores a tomar essa decisão extrema frente ao conflito instalado. Os servidores seguem abertos ao diálogo e esperam que o governo tenha responsabilidade e apresente uma proposta capaz de dissolver os impasses e que o diálogo entre Planejamento, Transportes e Dnit traga êxitos nesse sentindo.

A Condsef vai seguir apoiando as decisões dos setores de sua base e dará todo o suporte aos trabalhadores do Dnit para conduzir essa luta legítima da categoria.

Fonte: Condsef