A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Dia de luto na saúde pública


Os médicos aderiram à onda de manifestações e prometem operação-padrão em todo o País hoje. A data foi escolhida para “dia de luto”, pela derrubada da MP 621, chamada pela categoria de MP da Morte. O documento, editado pela presidente Dilma Rousseff, destina 10% da receita corrente bruta da União para a Saúde e pela criação da carreira médica de Estado.

Atendimento dentro do protocolo
Há manifestações marcadas para hoje e para os dias 30 e 31 de julho, quando todos os médicos da rede pública e suplementar usarão o luto: roupas, tarjas ou laços pretos. Na operação-padrão de hoje, o atendimento será feito estritamente dentro dos protocolos, segundo o Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF), “dando-se ao paciente toda a atenção e tempo necessário para a satisfação de sua necessidade médica”. 

Paralisações previstas
O sindicato esclarece que, “ao contrário de boatos infundados”, não serão feitos pedidos indevidos de exames ou ação semelhante.Nos dias 30 e 31, no entanto, não serão realizadas consultas e cirurgias eletivas. Apenas os atendimentos de emergência e urgência serão mantidos.

Agenda futura
Em agosto, está prevista uma assembleia de estudantes de Medicina das Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central, com apoio das entidades médicas do Distrito Federal. Será realizada também uma audiência pública no Congresso Nacional, além de encontros nacionais de entidades médicas.

Convocação
A Secretaria de Saúde do DF convoca os novos servidores nomeados no dia 17 de junho para se apresentar hoje, às 8h, no do Edifício Sede da pasta, no Setor de Áreas Isoladas Norte (antigo prédio da Câmara Legislativa), onde ocorre o Ato de Exercício.

Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário