A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Condsef participa de reunião na Casa Civil nesta quinta (04/07)


Reforça chamado para que categoria participe de mobilização nacional com paralisação no próximo dia 11 


Em reunião do seu Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) nesta quarta-feira a Condsef e suas filiadas discutiram os temas que serão pautados em encontro que a Confederação terá nesta quinta, 4, com o ministro chefe da Casa Civil, Gilberto Carvalho. Além de abordar problemas ligados ao excesso de processos administrativos (PAD´s), considerados arbitrários contra servidores, a Condsef vai pautar também a luta dos servidores Pdvistas que buscam retorno à administração pública. Outra questão que será levada à Casa Civil em forma de denúncia é a recusa da Conab em reconhecer os sindicatos gerais que histórica e legitimamente representam a categoria nas negociações que envolvem Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). Outro tema que a Condsef vai levar ao ministro diz respeito a um parecer equivocado do Ministério da Previdência sobre o mandado de injunção (MI 880) que vem causando problemas a servidores que buscam direito a contagem especial de tempo para aposentadoria e abono de permanência.

A expectativa é de que soluções definitivas para esses e outros problemas que vêm prejudicando muitos servidores sejam encontradas e que a Casa Civil consiga destravar alguns debates e impasses instalados em outros setores do governo. Também para buscar o destravamento de pautas e atendimento de reivindicações urgentes, a Condsef reforça a importância da participação dos servidores de sua base na mobilização nacional com paralisação (veja cartaz de divulgação da atividade aqui) que vai acontecer no próximo dia 11 em todo o Brasil.

O movimento que conta com a participação de todas as centrais sindicais e o fórum em defesa dos servidores e serviços públicos busca também uma audiência com a ministra Miriam Belchior. O objetivo é levar adiante o debate sobre itens que compõem a campanha salarial unificada da categoria (veja aqui) e cobrar investimentos adequados que garantam serviços públicos de qualidade para a população; demanda que é um dos clamores centrais das manifestações que têm agitado o País nos últimos meses e tende a continuar.

Plenária nacional em agosto – O CDE aprovou ainda a realização de uma plenária nacional da base da Condsef para o próximo dia 10 de agosto. A plenária deve discutir e votar ações para dar continuidade à luta em defesa do atendimento das principais demandas da categoria contidas na campanha salarial 2013 e demandas específicas ainda travadas na Secretaria de Relações do Trabalho (SRT) do Ministério do Planejamento.

Fonte: Condsef