A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

terça-feira, 14 de maio de 2013

Atos contra os leilões do petróleo brasileiro


Na manhã desta segunda-feira (13/05), dezenas de pessoas ligadas ao MST, FENET, PCR, PSTU e SindiPetro/RJ ocuparam a sede da Agência Nacional do Petróleo (ANP), no Centro do Rio de Janeiro, em protesto à 11ª rodada de leilões para a entrega de 289 áreas de petróleo, que representam juntos uma riqueza de mais de 3 trilhões de dólares.

Para Esteban Crescente, diretor da UNE pela Oposição de Esquerda, o petróleo, que deveria ser do povo brasileiro, irá para as mãos de grandes empresas nacionais e estrangeiras. “Somos contra a privatização do petróleo, pois essa riqueza deve ser de todo o povo e não de uns poucos. É preciso fortalecer a luta pelo controle popular dos nossos recursos naturais, dizer não aos leilões e à privatização de nossas riquezas e reestatizar a Petrobras, que hoje tem seu capital controlado por empresas privadas”.

O leilão está marcado para este dia 14, e uma grande manifestação ocorrerá em frente ao antigo Hotel Nacional, em São Conrado, a partir das 09h, afim de barrar mais este crime contra o patrimônio nacional.

Não aos leilões do petróleo! O petróleo tem que ser nosso!

Por uma Petrobras 100% pública e a serviço do povo brasileiro!

Fonte: Jornal A Verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário