A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

terça-feira, 26 de março de 2013

Condsef vai a Funasa em busca de solução para servidores cedidos ao SUS reconvocados para capitais

A Condsef foi até a Funasa nesta terça-feira buscar uma solução em conjunto com o governo para possibilitar que servidores da Fundação cedidos ao SUS permaneçam nos municípios onde estão lotados. Hoje, cerca de 4.600 servidores da Funasa estão cedidos ao SUS. A maioria atua há mais de vinte anos em municípios onde estabeleceram suas vidas. Recentemente, o Tribunal de Contas da União (TCU) solicitou o retorno desses servidores à Funasa. Acontece que a Funasa só possui sede nas capitais. A convocação imediata traria um problema sério a trabalhadores que possuem família, filhos em pleno ano letivo e muitos, inclusive com residência própria financiada. Alguns estão lotados há mais de mil quilômetros da capital para onde deveriam retornar. A Funasa concordou em expedir uma nota técnica que será enviada aos gestores do Ministério da Saúde (MS) nos estados justificando os motivos de não haver condições para que servidores retornem imediatamente ao seu órgão de origem.

Dessa forma, conquista-se um tempo importante para buscar uma solução definitiva que seja conveniente para esses servidores cedidos e para o governo. Um acórdão do próprio TCU (6886) pode ser uma das soluções. O acórdão determina que todos os servidores que estão cedidos ao SUS e que são da área de atenção básica à saúde devem ser redistribuídos pelo MS. A mesma situação ocorreu com servidores do combate e controle de endemias. MS e Funasa devem se reunir na próxima semana para definir soluções para que esses servidores que possuem vidas estabilizadas em municípios possam manter suas estruturas familiares sem comprometer sua atuação no trabalho, no atendimento à população.

Continuaremos acompanhando este e outros assuntos de interesse dos servidores da base da Condsef. Novas informações sobre esse e outros temas seguem sendo divulgados aqui em nossa página.

Fonte: Condsef