A aposentadoria não significa um final, mas sim uma nova fase em que a pessoa poderá realizar outros objetivos e projetos

domingo, 6 de novembro de 2011

SOCIALIZANDO INFORMAÇÕES COM SERVIDORES FEDERAIS/SC


Servidores filiados e não filiados ao SINTRAFESC,

O Grupo Renovação Transparência e Luta gostaria de socializar com você filiado os últimos acontecimentos no nosso sindicato e convidá-lo para uma reflexão.
Partimos do entendimento de que o sindicato deve ser um instrumento de luta da classe trabalhadora e tem como função principal a defesa dos direitos dos seus representados.
No Capítulo II, Art. 2º do estatuto estão descritos os princípios, prerrogativas e deveres do SINTRAFESC. Vejamos os três primeiros incisos:
“I - defender os interesses e direitos dos filiados;
 II - promover a unidade de todos os trabalhadores no serviço público federal do Estado de Santa Catarina;
 III - estimular a organização da categoria por local de trabalho;”
Conforme noticiamos, nos dias 09 e 10/11/2011 ocorrerá, em Brasília, Ato Público e Plenária Nacional da CONDSEF, cujo critério de participação é de 1 delegado para cada 500 filiados. O Art. 16 do estatuto da CONDSEF define a forma de eleição dos delegados, podendo ser em Assembleias Gerais, Regionais, Setoriais ou por local de trabalho, sendo vedada a duplicidade de candidatura ou de voto quando convocada por mais de uma instância. A direção do SINTRAFESC decidiu que os 8 delegados a que temos direito seriam eleitos em Assembleias Regionais, sendo 4 nas Regionais de Lages e Chapecó e 4 na Grande Florianópolis.
A assembleia da Grande Florianópolis foi convocada para o dia 04/11/2011, às 14:30, na sede do SINTESPE e qual não foi a nossa surpresa quando ao chegarmos ao referido local o presidente da mesa saca da cartola o seu “coelho”. Querendo inviabilizar a participação dos companheiros que não concordam com as práticas arbitrárias do atual grupo dirigente (que trata o sindicato como empresa particular e familiar, ao invés de um patrimônio político de todos), foi apresentada uma convocatória diferente da anterior, na qual constava que a assembleia era geral. Tal manobra tinha por objetivo dar condição de voto aos filiados de Lages, Chapecó e Tubarão, aliados da atual gestão, que estavam em Florianópolis participando das atividades comemorativas do aniversário do SINTRAFESC e do dia do servidor público. Apresentamos questão de ordem, uma vez que as assembleias de Lages e Chapecó já tinham sido realizadas e a participação dos colegas feria o estatuto da CONDSEF. O presidente da mesa, tentando dar um ar de democracia, colocou a questão em votação. Detalhe: os colegas de Tubarão, Lages e Chapecó também votaram, decidindo se eles próprios poderiam votar e ser votados.
Em seguida, ao aceitar a proposta de um companheiro de Chapecó para eleger os representantes por chapa, apresentamos nova questão de ordem invocando o estatuto da CONDSEF, que em seu art. 11, parágrafo quarto, garante a proporcionalidade ao números de votos válidos obtidos por cada chapa em relação ao total de votos válidos. Sem surpresa, presenciamos mais uma vez  o presidente da mesa desqualificar o estatuto da CONDSEF com nova votação para que a regra estatutária fosse ignorada.
Diante dos acontecimentos, decidimos nos retirar da assembleia, pois não poderíamos legitimar tamanho desrespeito as regras democráticas estabelecidas pelos próprios trabalhadores.
Defendemos a democracia enquanto princípio e não de forma casuística, pra fazer valer objetivos mesquinhos.
Diante do exposto, indagamos:
1.      Os direitos e interesses dos filiados estão sendo respeitados?
2.      As práticas da atual direção promovem a unidade ou a desagregação dos servidores federais de Santa Catarina?
3.      Uma assembleia marcada para as 14:30, num dia útil, estimula a organização e participação da categoria?
4.      Priorizar a participação de pessoas estranhas aos quadros do sindicato em detrimento dos filiados na confraternização do dia do servidor público e ameaçar chamar a polícia para retirar as lideranças que tentaram mediar o conflito, acusando-as de invasores, é papel de um dirigente sindical?
Conclamamos você, que não concorda com tais práticas, a se juntar a nós. Venha fortalecer o movimento de resgate da credibilidade no nosso sindicato. Participe das assembleias, faça ouvir o seu grito de indignação. Pois, independente de ideologias e preferências partidárias, o SINTRAFESC é o nosso instrumento de luta por melhores salários e condições de trabalho.

Saudações Sindicais,
Grupo Renovação, Transparencia e Luta
Unidos pelos ideais. Independentes pelas idéias.

Acompanhe as notícias de interesse do funcionalismo público:
Facebook: Hora de Renovar SINTRAFESC